MENU
sorteio_Parapente

Sorteio no nosso Perfil do Instagram, Encerrado!

viajandocomgabi

@viajandocomgabi na Jordânia

Mari na Capadócia - Turquia

agosto 11, 2015 Comentários (9) Visualizações: 1516 África, América do Norte, América do Sul, Ásia, Destinos, Dicas de Viagens, Europa, Machu Picchu, Peru, RTW - Volta ao Mundo, Tailândia

RTW – Volta ao mundo em 100 dias (vantagens/desvantagens)

Facebooktwittergoogle_pluspinterestmail

Sobre as vantagens e desvantagens de uma volta ao mundo em pouco tempo. Quando decidi comprar o ticket de volta ao mundo pela One World (https://rtw.oneworld.com/rtw/), quase enlouqueci na frente daquele mapa mundi com todos os aeroportos do mundo à minha escolha!

Uma das regras do ticket é completar a viagem em 10 dias no mínimo e máximo 1 ano. Já havia optado pelos 100 dias e comecei o planejamento baseado naquele mapa do site. Logo nessa etapa já comecei a perceber a grande desvantagem de uma volta ao mundo em pouco tempo: é impossível conhecer tudo o que se tem vontade, por exemplo, estar na Ásia e ter que escolher no máximo 2 ou 3 países pra visitar ou estar num país relativamente grande e não ter tempo pra conhecer todas as cidades que gostaria.

11065898_10203059289637842_6339719217529383795_nMari em MoscouMari na Capadócia - Turquia

O tempo é curto e você tem que decidir quantos dias em cada lugar baseado naquilo que tem MAIS vontade de conhecer. Optei por passar ‘voando’ pela Europa (pois é um destino comum a muitos brasileiros, que muitas vezes conseguimos promoções de passagem e não é exigido visto de turismo, logo, posso voltar com certa facilidade) e passar mais tempo conhecendo a Ásia pela distância e dificuldades nos vôos e vistos (tanto pelo preço como por causa de burocracias e instabilidades políticas e de segurança).

Não queria perder tempo indo aos consulados durante a viagem para tirar os vistos então saí do Brasil com todos eles em mãos: Jordânia, Egito, Índia, China e EUA. Os vistos da Jordânia e Egito consegui tirar por Sedex após ligar nos consulados ou ler orientações no site oficial; o da Índia é ‘Visa on arrival’ mas você faz um pré cadastro no site e já paga a taxa também online; o da China também dava pra tirar por Sedex mas eu tirei pessoalmente em Brasília porque demoravam a devolver o passaporte e logo estaria embarcando; o dos EUA todo mundo já conhece o tamanho da burocracia e o restante dos países ou não necessitavam visto ou era ‘visa on arrival’. Decidido isso, somente no decorrer da viagem pude perceber a grande e maravilhosa vantagem dessa correria cultural: viver valores e culturas completamente diferentes de um dia pro outro!!

[hcolumns]

Mari nos Jardins da HolandaMari na TurquiaMari na Cidade de Petra[/hcolumns]

Um grande exemplo de choque cultural na minha volta ao mundo foi Rússia – Inglaterra – Turquia num intervalo de 3 dias! (Havia passado uns dias na Rússia, 1 dia em Londres pra pegar o vôo à Istambul no dia seguinte). Um clima absurdamente frio na Rússia, nevando muito, com aquela dificuldade toda na língua, me comunicando na base de mímicas com um povo que não tem lá muita paciência com turistas; chego no Reino Unido, o berço da língua inglesa, pessoas educadas e prestativas porém um pouco frias na maneira de se relacionar, lugar de badalação e juventude; E por fim, na manhã seguinte, caio no meu primeiro país islâmico com uma cultura fortíssima representada tanto na comida, música, dança e vestes quanto nos costumes diários de abraçar, falar muito alto como se estivessem gritando ou brigando (mas não eles falam assim mesmo) e de pessoas extremamente atenciosas que sentem prazer em ajudar desconhecidos. Outros choques de realidade foram Índia x Tailândia e um clássico foi China x EUA (esse dispensa comparações rs).

[hcolumns]

Mari na TailândiaMari na ChinaMari em Nova York

Apesar da correria e conflito de sentimentos, foram esses momentos que mais me engrandeceram culturalmente e como ser humano me forçando a uma adaptação rápida sem tempo para preconceitos ou julgamentos, eu só queria me envolver com aquele país de corpo e alma aproveitando o máximo no mínimo de tempo possível. Ahh uma outra desvantagem da volta ao mundo em pouco tempo é que passa muito rápido e depois do retorno você sonha todos os dias em quando poderá partir novamente…

[hcolumns]

Mari no MéxicoMari em Machu Picchu - Peru

[columnhelper col-md-4]

Facebooktwittergoogle_pluspinterestmail

Tags: , , , , , , , , , , , ,

Booking.com

9 Responses to RTW – Volta ao mundo em 100 dias (vantagens/desvantagens)

  1. fabio moraes disse:

    Olá parabéns pela sua viagem, se tiver mais sugestões , mande pelo e-mail

  2. Cristina disse:

    Nossa, eu bem que gostaria de poder tirar 1 ano para dar volta ao mundo, viu? O difícil é realmente escolher onde ir. Há tantas opções e a gente sempre quer ver tudo! Mas temos uma vida inteira para dar volta ao mundo. Bora planejar a próxima viagem? Abraços

  3. Também sempre prefiro passar mais tempo nos destinos, mas nem sempre é possível. Curti o post porque estava justamente pensando em uma viagem dessas, mas acho que vou rever os planos.

  4. Sy disse:

    Uma volta ao mundo é mais que incrível , é tudo que qualquer um gostaria de fazer, incluindo eu !

  5. MARCIO VITAL VALENÇA disse:

    Muito legal o post! Super interessante as dicas.

  6. Lily Pestana disse:

    Que diferente! Eu nunca havia parado para pensar em como seria uma viagem de volta ao mundo. Confesso que, realmente, nunca nem passou pela minha cabeça realizar algo assim justamente pela correria de parece ser. Com certeza, tem suas vantagens, como tudo na vida. Mas foi bacana ler esse relato sincero dela… mas fiquei com uma curiosidade: ELA FARIA DE NOVO? Ou faria algo difernte? E, mais ainda, ela recomenda esse tipo de viagem de volta ao mundo como ela fez?
    Beijos,
    Lily

  7. Cris Stilben disse:

    Que máximo! Dar volta ao mundo deve ser MUITO legal.
    Quero muito fazer isso, mas queria tentar fazer em um ano ou mais e aproveitar aoo maximo essa experiencia.
    Porém com certeza não terei esse tempo todo, hehehe.

    Beijos

  8. Apesar da correria o aprendizado deve ter sido, realmente, incrível! Um choque cultural!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>